ENTREVISTA: Kat McNamara fala sobre Shadowhunters, cenas de ação, estudos e mais à A Book Of
25 de março de 2017 categoria principal: Entrevistas
Postado por Leili Santos
COMPARTILHE

Confira o shoot e a entrevista da Kat à A Book Of onde ela falou mais sobre Shadowhunters, atuação, cenas de ação, educação e mais:

Ensaios Fotográficos – Photoshoots > 2017 > A Book Of

Quem é Katherine McNamara? Como você se descreveria em poucas palavras?
Oh, bem, esta é uma grande pergunta. Eu acho que em poucas palavras eu diria que sou um tipo A viciada em trabalho que também é uma artista. Eu sou uma estudante da vida, dos negócios, da literatura e da humanidade. Eu uso muito preto, bebo muito café e como muitos carboidratos. Minha bebida é uísque puro. Meu prazer culposo são pretzels suaves, comida mexicana e sorvete com pedaços de biscoito. Eu sou mais feliz quando estou sorrindo e me divertindo com as pessoas que eu amo ou quando estou criando um personagem novo e sendo imersa em um novo mundo. Eu não tenho certeza se realmente sei responder essa pergunta por que ainda estou aprendendo sobre mim mesma. Mas isso é meio o que torna a vida muito emocionante, não é mesmo? Você está sempre aprendendo e crescendo e mudando e se tornando algo novo.

Onde você nasceu? Fale-nos um pouco sobre sua cidade natal.
Eu sou de um subúrbio na cidade do Kansas, Missouri. Eu amei crescer lá porque você facilmente conseguia ir para a cidade ou para o meio do nada. O centro-oeste é extremamente casual, acolhedor e cheio de pessoas que trabalham duro. Viver lá me ensinou a trabalhar de forma ética e dar valor à família. Eu tenho raízes sólidas lá e com a transição natural da minha vida, sou muito agradecida por ter esse passado.

Conte-nos um pouco da história de como você começou a atuar.
Eu nunca pensei em ser uma atriz. Enquanto crescia, meu sonho era ser contadora e trabalhar em um setor de finanças, exercendo o cargo de chefe de finanças, ou comandar minha própria empresa. Um dia, eu encontrei um amigo da família que estava dirigindo uma produção em um teatro comunitário e precisava de uma dançarina. Eu fui uma dançarina a minha vida inteira e era o tipo de criança que tentava de tudo, então eu disse por que não! Assim que eu pisei no palco na noite de estreia, eu senti a energia da audiência, o calor das luzes e instantaneamente me senti em casa. Eu soube naquele momento com bastante clareza que isso era o que eu havia sido posta na terra para fazer. Eu não tive nenhuma dúvida na minha mente de que eu deveria ser uma atriz — e eu nunca olhei para trás.

Como é interpretar Clary Fray em Shadowhunters?
Eu amo a personagem. Ela tem tantas facetas de sua própria personalidade para explorar. Ela também continua a crescer e a se tornar mais madura enquanto a história progride o que é indispensável para uma série que nós esperamos ter certa longevidade. Clary é falha. Ela está crescendo então ela comete muitos erros e sacrifícios mesmo tendo a melhor das intenções. O que é mais importante sobre essa personagem é que ela nunca desiste. Mesmo que ela caísse, errasse e fizesse uma bagunça com tudo no processo, ela sempre iria se levantar e tentar novamente. Ela tem uma esperança imperecível e uma perseverança implacável. Eu sinto uma grande responsabilidade em pegar esse personagem que vem de uma série de livros, já que eu vi em primeira mão o quão apaixonados eles são. As pessoas se sentem vinculadas a esses personagens. Elas se conectam a eles e se relacionam com eles a um nível bem pessoal. Assim sendo, eu quero fazer o possível para cuidar dela e trazê-la a vida na tela do melhor jeito possível.

Você faz a maioria das acrobacias na série?
Eu faço! O fato de me permitirem fazer a maior parte das acrobacias é uma das minhas coisas favoritas na série. Eu aprendi tanto nos últimos anos sobre vida fitness e saúde e eu nunca estive em melhor forma! Nosso personal é incrível e cria exercícios para cada um de nós alcançar exatamente o tipo físico que queremos. No topo disso, o nosso coordenador de acrobacias e seu time são mestres em diversas artes marciais e boxe e tem treinado todos nós. Sendo assim, nós aprendemos os princípios e competências das artes marciais que então podem ser aplicadas a coreografia. Nós somos tão abençoados de ter uma incrível equipe trabalhando na série que se preocupam em nos treinar e nos ajudar a aumentar nossas habilidades. Isso adiciona bastante na qualidade da série como um todo.

Como você incorpora o caráter complexo de sua personagem em meio a este mundo mágico complicado e pontos de trama?
Eu amo estar em uma série com elementos fantásticos. Eu tenho que ir para o trabalho todos os dias e literalmente fazer mágica para viver. Eu aprendo tanto todos os dias no trabalho sobre efeitos práticos e animados em computador usados na série. É fascinante! Nosso time que trabalha para nos fazer parecer guerreiros fodões e seres mágicos são tão talentosos e genuinamente animados para criar esses poderes e mundos. Ter uma série com personagens que são tão interligados nos dá milhões de possibilidades de histórias. Ser uma personagem que tem um dedo em todos os mundos, eu meio que gosto disso porque assim eu posso trabalhar com todos os membros do cast em algum ponto ou outro. Nós somos um grupo bastante unido que realmente gosta de passar o tempo juntos então eu amo passar tempo com todo mundo. Além disso, cada relacionamento traz uma química diferente e qualidades de cada personagem. Ter um enredo como este permite que o público veja tantas facetas de cada personagem quanto possível.

Você ostenta um número impressionante de filmes e séries de TV em seu currículo. Com todos esses personagens que você interpretou, qual é o personagem com sua personalidade preferida?
Eu nunca poderia escolher um favorito! É como pedir a uma mãe para escolher seu filho favorito. Cada personagem traz novos desafios e algo novo para aprender e crescer. Isso é o que eu amo no meu trabalho — estou constantemente vivendo em mundos diferentes, tons, gêneros e criando personagens tão diversos. Eu uso minhas experiências para acrescentar aos personagens que eu interpreto e como tal eles se tornam parte de mim e eu deles. Cada um é o meu favorito para diferentes aspectos deles.

Você parece ter um equilíbrio realmente bom de sua carreira e educação. É altamente impressionante e inspirador para milhares de jovens por aí. Qual é o truque para equilibrar seu tempo e prioridades? Que conselhos pode dar a juventude para alcançar seus sonhos e objetivos?
Em primeiro lugar, muito obrigada! A educação sempre foi uma prioridade para mim. Desde a infância, a importância da educação foi inculcada em mim, pois é a única coisa na vida que sempre estará com você. Seu conhecimento nunca pode ser tirado de você, não importa o que acontece na vida e você nunca pode ter muito dele. Eu sou uma eterna estudante. Mesmo agora estou perseguindo meu mestrado em Literatura. O único truque é apenas se preocupar com o que você está perseguindo. Se você fizer qualquer objetivo que você definir uma prioridade e você tem o desejo de completar a tarefa, você vai encontrar uma maneira de fazer acontecer. Além disso, o café ajuda.

Se você pudesse descrever atuar com uma comida, qual seria e por quê?
Isso é tão interessante. Atuar em termos de comida é como cozinhar a refeição perfeita, mas realmente tomar o seu tempo. A cozinha seria uma bagunça, especiarias, restos, ferramentas, todos espalhados enquanto você toma pitadas e pedaços para criar a refeição perfeita. Você não sabe exatamente como vai acabar, mas você sabe o que você está pretendendo criar. Através do processo de cozinhar a refeição, o curso pode mudar, uma combinação de sabor pode surpreendê-lo como os diferentes ingredientes reagem para criar novos sabores e acrescentar mais profundidade ao prato. Se você se permite a liberdade de criar, o resultado final é um prato que faz parte de quem você é, mas também influenciado pelo processo de cozinhar o prato, algo cheio de camadas, sabor, textura, nuance e o trabalho duro e cuidado que você colocou para fazê-lo.

Algum projeto que ainda está por vir que pode deixar seus fãs animados?
Eu tenho trabalhado na música por anos como um projeto da paixão e eu estou finalmente começando a juntar tudo para liberar. Fiquem atentos para isso em breve.

Projeto dos sonhos?
Eu tenho tantos projetos dos sonhos à lista é interminável. Eu tenho aspirações de trabalhar em tantos gêneros diferentes, mídias e personagens, que eu não poderia nem mesmo nomeá-los. Eu sou um camaleão! Em última análise, eu quero continuar criando personagens interessantes e me empurrando para aprender e crescer como artista e como ser humano.

Livro que está lendo atualmente?
“A Dança da Morte” de Stephen King.

O que te mantêm ocupada além de atuar?
Viajar. Eu adoro viajar e estou tentando tornar isso uma prioridade. Se existe algo em que eu vou colocar tempo e dinheiro, fazer memórias com pessoas que eu amo faz com que valha a pena. Eu também tenho estado realmente fascinada com exercícios físicos e academia desde o início de Shadowhunters. Eu aprendi muito sobre saúde e vida fitness e eu realmente gosto de malhar e quero adotar isso como estilo de vida. Além disso, meus professores me mantêm bastante ocupada.

Assistindo atualmente.
Masters of Sex, Breaking Bad, American Horror Story, Catastrophy e Big Bang Theory.

Algum conselho aos aspirantes a ator por aí?
Meu melhor conselho a qualquer um que deseja atuar ou tem qualquer outra paixão é corra atrás! Encontre uma paixão que realmente o faça feliz e persiga-o com cada fibra de seu ser. A estrada não será fácil, você vai precisar de uma pele grossa e um coração sem medo, mas vai valer a pena em longo prazo. Há uma citação de Thoreau que eu vivo por que engloba esta ideia — ” Vá com confiança em direção dos seus sonhos , viva a vida que você imaginou.”.

Se você tivesse a chance e a oportunidade de ajudar uma fundação de caridade específica, qual seria e por quê?
Na verdade, eu tenho uma organização de caridade da qual sou uma embaixadora. Girl Up é uma organização incrível sob o amparo da Fundação das Nações Unidas que se concentra na promoção da educação, saúde, segurança e liderança de meninas em todo o mundo. O que torna a Girl Up tão especial é que eles encorajam as mulheres nos países desenvolvidos a ajudarem as mulheres que vivem em países em desenvolvimento, criando plataformas para programas que visem solucionar desafios específicos que estas moças enfrentam. Ao fazê-lo, estão a mudar a maré das oportunidades e a educação dessas moças e também a incutir nas gerações jovens a importância do igualitarismo global. Eu me sinto tão feliz por ser uma pequena parte do trabalho que eles fazem.