ENTREVISTA: Kat fala sobre Shadowhunters e elenco para a Teen.com
21 de março de 2016 categoria principal: Entrevistas
Postado por Leili Santos
COMPARTILHE

Kat concedeu uma entrevista muito divertida para o site Teen.com, falando sobre Shadowhunters, o elenco e um pouco sobre o seu novo projeto. Confira:

Ai meu Deus, o que não amar em Kat McNamara? A atriz ruiva foi chutada para Hollywood desde seus dias na Disney em papéis como o de Myra Santelli em Skylar: A Garota Destemida, em seu caminho até seu mais recente papel com Clary Fray em Shadowhunter. Sério, essa menina está pegando fogo!

No ano passado, ela estrelou em Maze Runner: A Prova de Fogo, conseguiu o papel de Clary na mais recente série de sucesso da Freeform e ela ainda tem um filme chamado Little Savages que sai em fevereiro. Vamos lá, você tem que admitir que, Kat está balançando o mundo agora e temos tido aviso prévio. Sorte a nossa, que chegamos a sentar com a estrela de Shadowhunter para falar tudo sobre seu papel bad-ass, como ela originalmente conheceu seu co-star super gato, Dom Sherwood, além de fazer um, dois, TRÊS vídeos para postar no Vine. Vamos começar e ver todas as coisas sobre Kat:

Shadowhunter definitivamente tem muitas cenas de luta e nós sabemos que você que faz muitas das suas cenas de ação. Agora que você já filmou há um tempo, qual é a cena mais intensa que você já fez?

Houve uma no episódio cinco que está chegando. É provavelmente é a coisa mais intensa que me deixaram fazer nessa temporada. Estou muito animada para as pessoas assistirem simplesmente porque é um momento emocionante na história e para todos os membros do elenco. Não houve dublês envolvidos nessa ação em particular. É algo que eu não acho que eles estavam pensando em me deixar fazer, mas nosso treinador de luta de qualquer maneira me ensinou, eles me deixaram fazer no final. É realmente emocionante.

Você se feriu no set ou alguém se machucou?

Eu não. Nós tivemos uns pequenos machucados, sempre essas pequenas coisas acontecem. Eu me machuco como um pêssego, então eu me machuco muito. Acho que a pior coisa que me aconteceu foi no episódio 13. Estava em um caixão e eu tinha que pular para fora do caixão e não percebi isso na hora, mas o caixão estava batendo no meu joelho cada vez que eu pulava para fora dele. Foi na noite anterior à Comic Con, então eu estava indo para Comic Com no dia seguinte e eu tinha uns machucados gigantes na parte de trás dos meus joelhos. Graças a Deus o maquiador foi capaz de cobri-los.

Eu acho que a única pessoa que realmente se machucou foi o Dom. Foi à coisa mais ridícula. Nós estávamos fazendo uma cena que tínhamos ensaiado um milhão de vezes e ele rodou o tornozelo para o lado errado, mas ele é bad-ass, ele ficou de muletas um dia e depois já estava de volta.

Há MUITAS criaturas assustadoras na série! Você já se assustou no set?

Há única coisa que me assustou no set foi o Dom e os meninos, simplesmente porque logo no começo eles descobriram que eu era muito fácil de assustar e então decidiram tirar aproveito disso e me assustar o tempo todo. Eu tenho tantos vídeos, como vídeos em câmera lenta gritando depois deles pularem e me assustarem em qualquer oportunidade. Essa é a nossa diversão. Você sabe que eu sou a irmã mais nova no set e é isso que nos torna uma família.

Existe alguma coisa que você realmente tenha medo na vida?

Não há muitas coisas que realmente me assusta para ser honesta. Eu costumava ter medo de agulhas quando era mais nova. Eu continuo não gostando de agulhas, então talvez eu ainda tenha isso. Esse é o meu maior. Eu sou uma pessoa nervosa. É fácil me assustar, mas isso é a única coisa que me assusta de verdade.

Você disse que antes da série já era fã dos livros Os Instrumentos Mortais. Será que isso ajuda na sua interpretação como Clary?

Isso definitivamente ajuda. Seria tolo para mim, pelo menos, da minha perspectiva de não aproveitar a rica personagem que já está desenvolvida nos livros da Cassandra Clare que passou anos desenvolvendo e moldando sua história. Eu acho que a série de TV é apenas diferente o suficiente dos livros para que eu possa adicionar minha própria marca nela. Eu posso pegar essa essência e a personagem que a Cassandra passou tanto tempo elaborando e traze-los para a série de uma maneira que é ao mesmo tempo é do meu jeito e se encaixa na nossa interpretação da história.

Qual é a coisa que você mais ama na Clary?

Uma coisa que eu amo na Clary é a sua humanidade. Sim ela é meio anjo, sim ela se torna nessa guerreira e ela é essa heroína feroz que é tão apaixonada pelas pessoas que ama e a missão que ela está e fazendo a coisa certa, mas ela é ainda uma pessoa jovem que está crescendo e se apaixonando pela primeira vez. Ela comete erros e ela faz sacrifícios que não são para ela e faz escolhas que tem consequências para as pessoas ao longo da temporada, ela terá que lidar com isso mais tarde. Mesmo que ela não perceba agora, cada escolha que ela faz tem reflexo nos outros personagens ao seu redor que surgirão mais tarde na temporada e realmente será uma coisa grande que ela terá que lidar.

Saiu apenas uns episódios até agora, mas você está surpresa com a reação dos fãs? Você já recebeu um feedback negativo?

Quando você está num projeto que tantas pessoas são apaixonadas e elas têm opiniões tão fortes sobre ele que fica tudo meio misturado. No geral, a resposta tem sido positiva. Os fãs nos receberam de braços abertos para esse novo tipo de interpretação da série de livros que eles tanto amam e trazer esses personagens a vida de uma maneira que eu acho que eles apreciam. Nós amamos que eles amaram. É legal ter esse apoio, mas eu entendo que não podemos agradar a todos. Estamos dando nosso melhor para trazer esses personagens à vida de uma forma que faz jus aos livros e à história. E a série que eu particularmente acho que está ficando cada vez melhor, porque ainda estamos fixando a história e os personagens, e atraindo pessoas para este mundo, mas como os episódios continuam, os relacionamentos, as emoções da história, os personagens e seu desenvolvimento que vem mais pra frente e é isso que eu acho que atrai pessoas para a história.

Falando de todos os tipos de relacionamentos, ficou claro que existe química entre Clary e Jace no episódio um. Então, como vocês trabalharam para fazer essa química incrível?

Dom e eu somos amigos já faz um tempo então quando interpretamos esses personagens é fácil trazer essa química porque já temos essa confiança e uma relação um com o outro em outro nível. Nós confiamos um no outros de uma forma que podemos ir realmente ir a esses lugares e brincar com as emoções e ver aonde nossos personagens vão nos levar. Isso também acontece com resto do elenco. Todos nós nos se damos muito bem e todos nós somos uma família, por isso é fácil ir para esses lugares, seja ele romântico ou emocional ou horripilante ou qualquer outro.

Você falou que já tinha conhecido o Dom antes, como exatamente vocês conheceram um ao outro?

Nós se conhecemos através do Twitter e amigos em comum e uma espécie de jovens atores de Hollywood ou qualquer outra coisa que você queira chamar. Ele é alguém que sempre amei conversar e ele sempre teve grandes conselhos. Vim para esse projeto, me lembro de ir para o teste. Eu sabia que ele ia estar lá e eu estava tão feliz de ter alguém que eu sabia que poderia realmente confiar e poder apenas relaxar, brincar e se divertir. Eu acho que é uma das principais razões que acabamos fazendo o projeto juntos. Nós já tivemos essa confiança estabelecida e nós só trabalhou para melhorar.

É basicamente um clube de meninos no set, em base ao quanto de meninos que tem lá, então, como você lida por ser uma das poucas garotas do set?

É muito divertido, eu tenho que dizer. Eu basicamente ganhei cinco irmãos mais velhos e uma irmã mais velha trabalhando nessa série. Eu estou acostumada a ser um dos caras, que é tipo o meu papel em grupos de amigos agora. É bom ter Emeraude por ai, porque ela realmente é como uma irmã para mim e nós definitivamente temos nosso tempo de meninas, mas é tão fácil para nós duas saltar para o time dos caras e se divertir. Os meninos me tratam como uma irmã, eles me ensinam a lutar contra eles e me ajudam a sair dessa maneira, por isso é tão divertido.

Com Harry Shum Jr, que é um dançarino ridiculamente talentoso como parte do elenco e você tendo uma pequena experiência com dança, vocês nunca entraram numa batalha de dança no set?

Não, com certeza não. Não deveria haver [batalhas de dança]. Harry está tão além de mim no mundo da dança. Ele é o mestre. Mas, eu amo o que ele traz ao seu personagem, porque ele utiliza sua capacidade de moldar o movimento e sua experiência, para trazer algo novo para a característica de Magnus, para usar isso como parte da magia que ele traz para a história. Eu acho que é tão especial e algo que só Harry pode fazer. Isso vale para todos os personagens. Eu sinto esse elenco muito bem, porque cada um de nós tem uma qualidade ou múltiplas qualidades que trazemos para esses personagens e acrescentamos na história e levamo-los para a vida de uma forma que se torna realmente especial.

Toda a vida de Clary mudou quando ela completou 18 anos. Será que algo grande aconteceu com você em seu aniversário de 18 anos?

Na verdade sim. Não no meu aniversário de 18 anos, mas PARA o meu aniversário de 18 anos minha mãe e um par de meus melhores amigos me levou em uma viagem surpresa para New York. Nós só tínhamos um fim de semana e meus outros amigos nunca tinham estado lá antes, então foi um fim de semana divertido para todos nós. Houve surpresas tipo ao longo do caminho que nenhum de nós sabia realmente nada sobre elas. Todos nós sabíamos umas coisas, mas nenhum de nós sabia tudo o que estava acontecendo. Foi um fim de semana muito divertido para todos nós para apenas ficar juntos e gastar o tempo e comemorar. Adoro viajar, por isso foi à maneira perfeita para passar meu aniversário.

Se você pudesse roubar qualquer coisa do figurino de Clary, o que seria?

Das coisas do figurino dela, ela tem as melhores botas. Eu não estou brincando com você. Há tantos pares de botas que eu queria comprar. Na verdade, há um par de botas que compraram com uma cor diferente que eu tenho no meu armário agora. Os designers de figurino são surpreendentes. Basicamente o figurino da Clary é como eu me visto na vida, por isso foi ótimo. Foi jeans, uma t-shirt e uma jaqueta de couro a maior parte do tempo, então eu estava sempre confortável. Mas as botas foram definitivamente os meus favorito.

Você realmente mergulhou no mundo YA (Jovem Adulto). Há novos romances YA em sua lista de leitura?

Agora, acabei de terminar a série Os Instrumentos Mortais, então eu ainda estou meio que recuperando disso e tenho que reca librar antes de continuar. Eu estou tentando decidir se eu vou voltar e reler agora que eu já passei por isso uma vez para tipo pegar todos os detalhes que eu perdi, ou se eu vou procurar outra coisa. Eu amo o mundo YA. Eu não tinha a intenção nenhuma de cair em um de muito desses projetos, mas estou muito feliz que isso aconteceu.

Por último, aproveitando que Little Savages será lançado em breve. Conte-nos os detalhes!

Foi muito divertido filmar. Ele foi basicamente um acampamento de verão. Simplesmente porque estávamos em uma pequena cidade em Indiana, onde foi o nosso set definitivo por uns meses no verão, filmando todo dia. Nós literalmente fomos para o lago em canoas, estávamos fazendo todas essas coisas e basicamente vivendo na pequena cidade onde vive os personagens, por isso, foi muito divertido. A cidade inteira realmente veio atrás de nós para nos ver rodar o filme e ajudar. Nos divertimos muito juntos.

Fonte  /  Tradução: Vanessa – Equipe Kat McNamara Brasil