Archive for 'Shadowhunters'



ENTREVISTA: Kat McNamara fala sobre a decisão chocante de Clary ao EW
15 de agosto de 2017 categoria principal: Entrevistas
Postado por Leili Santos
COMPARTILHE

ESSA ENTREVISTA CONTÉM SPOILERS DA SEASON FINALE DA 2° TEMPORADA DE SHADOWHUNTERS

Se você pensa que a morte de Jonathan seria o grande suspense da Segunda Temporada de Shadowhunters, você não poderia estar mais errado. Jonathan não apenas está vivo, mas ele invocou algum tipo de demônio que ele chama de “mãe”. Ah, e ainda há esse pequeno fato de que Valentine matou Jace, o que enviou Clary para uma espiral de raiva e fez com que Clary matasse Valentine e usasse seu “desejo” com o anjo para ressuscitar o homem que ama. (Sim, eles se amam novamente – ou pelo menos de acordo com aquele beijo que eles deram.)

EW falou com a estrela Katherine McNamara sobre os maiores momentos da finale, começando com a morte de Jace e esse momento sendo o que estimulou Clary a matar Valentine.

“Para Clary, perder o Jace foi um ponto de ruptura,” diz McNamara. “É a última coisa que Valentine pode tirar dela e é a única coisa a qual ela estava se segurando. Essa é a última gota para Clary e você vê, você vê ela quebrar. Você vê Clary pela primeira vez deixando de cuidar de sua própria vida e a vê entrar em quase uma raiva cega.”

Essa raiva cega é o que leva Clary a matar Valentine, golpeando-o repetidamente, algo que McNamara revela que foi exagerado quando eles editaram o episódio. “Eu na verdade não o golpeei tantas vezes consecutivamente, mas fico feliz por terem editado do jeito que eles fizeram, porque isso realmente controla o ponto em que ela fez sua escolha, ela deu esse passo, ela é uma Shadowhunter agora e fará o que é certo. Acho que ela se surpreende mesmo naquele momento, a brutalidade que ela mostra em relação a Valentine, mas é um passo tão grande para seu caráter porque, finalmente, conseguimos ver aquele fogo e aquele guerreira dentro dela.”

McNamara aponta a ironia de que é o Morgenstern dentro dela que matou Valentine. “É essa ferocidade e essa natureza selvagem que Valentine e Jonathan possuem que sai dela pela primeira vez, e acho que até mesmo assusta Valentine um pouco”, diz ela.

Mas Clary não é a única pessoa que tomou uma grande decisão no final. Os minutos finais da série revelaram que Simon fez, de fato, um acordo com a Seelie Queen, e é isso algo wue Clary não vai gostar. “O fato é: Seelies são muito bons em esconder as coisas, então deixam uma porta aberta para ver o que vai acontecer, o que eles querem com Simon”, diz ela. “A Rainha Seelie é muito boa em colecionar seres poderosos e Simon é um desses seres poderosos e, então, mais pra frente, veremos o que acontece. Mas honestamente, Clary tem muita coisa contra a Seelie Queen. Esta criança ou mulher, ou qualquer outra forma que ela se torna, é a única pessoa no Mundo das Sombras de que Clary não pode dar o benefício da dúvida, e tenho um sentimento – ou pelo menos espero que no futuro – que haverá um confronto entre as duas.”

Independente da ação que aconteceu no Mundo das Sombras, o final também foi um grande momento na vida pessoal de McNamara quando seu primeiro single original tocou na cena da festa no bar. “Se chama ‘Ember’ e eu escrevi há algum tempo, mas é realmente especial para mim e fico feliz por encontrar um espaço na série”, diz ela. “Eu escrevi logo depois que filmamos na Primeira Temporada e é parcialmente inspirado nos personagens, mas também por algumas coisas que aconteceram na minha vida – todos nós temos momentos na vida quando duvidamos de quem somos por causa de alguém ou algo que aconteceu, mas, apesar de tudo isso, há um pouco de esperança que sempre está dentro de cada um de nós – há uma faísca nas cinzas que está pronta para reviver a qualquer momento e esse momento é sobre o que é a música. Eu pensei que se encaixava tão perfeitamente no episódio final que eu fiquei tão agradecida que eles incluíram a música.”

Fonte | Tradução: Equipe Kat McNamara Brasil

ENTREVISTA: Kat McNamara fala sobre a season finale da Segunda Temporada de Shadowhunters
14 de agosto de 2017 categoria principal: Entrevistas
Postado por Leili Santos
COMPARTILHE

Em entrevista ao Hidden Remote, Kat McNamara falou sobre o que podemos esperar do episódio final da Segunda Temporada de Shadowhunters:

No final do episódio 19, Jace e Isabelle conseguiram fazer um time para matar Jonathan, enquanto Clary e Alec lutavam com uma dúzia de renegados, mas o verdadeiro cérebro do mal do Shadow World ainda está a solta, e ele está muito perto de conseguir os três Instrumentos Mortais. Katherine McNamara, que interpreta Clary Fray na série popular da Freeform, Shadowhunters, falou sobre o final emocionante da Segunda Temporada e por que Clary está “pronta para lutar até a morte.”
Nós falamos com McNamara para saber mais sobre a jornada de Clary, descobrir como a nova aliança da Rainha Seelie irá afetar o Mundo das Sombras, e escutar sobre o quão devastados podemos ficar no episódio final.
Hidden Remote: Nós sabemos que foi mostrado no trailer que um grande personagem irá morrer. É seguro assumir que Clary e Jace estão a salvo?
Katherine McNamara: Eu não posso confirmar ou negar a vida ou morte de qualquer personagem, mas o que eu posso dizer é há pelo menos uma grande morte em nosso final… E irá te deixar chocado. Vai te pegar de surpresa e irá quebrar seu coração.

Hidden Remote: Você diria que Clary e Jace são oficialmente um casal agora? Me deixa nervoso porque toda vez que um casal está muito feliz nessa série, algo ruim acontece…
McNamara: Eu sei. Mas não é esse sempre o caso no Mundo das Sombras? Mas é um grande momento para Clary e Jace porque eles estão finalmente em um ponto onde ambos querem explorar esse relacionamento, e eles estão prontos para explorar essa conexão que eles possuem. Não houve um momento da série onde um não está reprimindo sentimentos pelo outro ou estão fugindo da outra pessoa porque não estão prontos para falar sobre seus sentimentos. Mas eu acho que os dois perceberam que não podem negar essa conexão pelo outro, e eles não podem negar o que sentem, como vimos na cena onde estão usando seus poderes angélicos para rastrear Jonathan, há poder na conexão deles. Há poder nas emoções deles pelo outro, e eles precisam de todo o poder que eles possuem se vão derrotar a Rainha Seelie e Valentine.

Hidden Remote: Há alguma chance de vermos Jonathan na final?
McNamara: Bom, eu não posso confirmar ou negar a vida ou morte de qualquer personagem… mas Jonathan é um dos vilões mais poderosos do nosso mundo, então eu não o subestimaria se fosse você. Mas ele não é o único perigo que temos. Então independentemente de sua vida ou morte, ainda temos Valentine para matar, e ele ainda possui os Instrumentos Mortais e está no caminho para o terceiro. Algo precisa ser feito e esse é o perigo mais prevalente agora.
Hidden Remote: No final do episódio 19, vimos a Rainha Seelie tramar algo com Valentine, o que é incrivelmente perigoso, mas também significa que a Rainha está traindo pessoas que a Clary ama como o Simon, Luke e Magnus. Então como a colaboração da Rainha Seelie com Valentine vai afetar a Clary?
McNamara: A colaboração da Rainha Seelie com Valentine vai afetar o Mundo das Sombras inteiro. Você tem a pessoa mais malvada do Mundo das Sombras aliada com o ser mais poderoso do Mundo das Sombras. Isso é uma coisa perigosa, e olha, Clary e a Rainha Seelie não estão em bons termos agora, e isso só vai piorar as coisas. Eu sinto que a Clary dá muitas chances para as pessoas desse mundo, e eu acho que ela dá para as pessoas o benefício da dúvida, mas a Rainha Seelie é a única pessoa que Clary quer deixar de fora. Sim, isso é o que precisa ser falado.

Hidden Remote: A traição da Rainha Seelie vai motivar os Lobisomens, Vampiros e Feiticeiros a trabalharem com os Shadowhunters novamente?
McNamara: Eu não sei. Veremos, mas isso depende porque Seelies são extremamente habilidosos e eles também são muito bons em guardar segredos e manter as coisas escondidas. Nós não sabemos o quão cientes todos estarão do envolvimento de outros em qualquer plano, então isso ainda iremos ver.

Hidden Remote: Clary vai manter sua promessa e “fazê-los pagar por tudo?”
McNamara: Clary está pronta. Clary está cansada de pessoas morrendo por causas que ela promove. Ela está se recusando a deixar mais alguém morrer por ela, e ela se recusa a deixar alguém se machucar por causa dela ou de seu pai. Ela irá lutar até a morte antes de deixar isso acontecer.

Hidden Remote: Há alguma chance de vermos a Runa de Aliança na final?
McNamara: Nós não temos a Runa de Aliança. Nós definitivamente veremos os poderes angelicais prevalecerem no último episódio, mas a Runa de Aliança ainda não entra no jogo.

Hidden Remote: É algo que você gostaria de ver no futuro?
McNamara: Eu gostaria de ver isso… Clary está trabalhando para encontrar seu lugar nesse mundo, e ela está descobrindo o que ela pode trazer para essa batalha entre o bom e o mal que ninguém mais pode. Suas habilidades com as runas são sua maior força, não somente porque é sua arte, mas porque ela possui a mente aberta e essa perspectiva que ninguém mais tem. A geração jovem dos Shadowhunters e dos Seres do Submundo estão constantemente brigando para quebrar essas regras silenciosas que a Clave e o Submundo tinham definido há centenas de anos, e a coisa com a Runa de Aliança nos livros é que finalmente destruiu isso pela maior parte. Destruiu muito do estigma associado com isso. Você vê todos os personagens trabalhando em direção a isso, então espero que a gente consiga ver porque eu acho que é algo muito importante na batalha.

Hidden Remote: Nós não vimos muitos momentos na Segunda Temporada onde Clary, Jace, Alec e Izzy lutaram juntos contra os demônios. Como é filmar essas cenas de luta com os quatro juntos?
McNamara:Oh, é a melhor coisa. Temos um grande apoio da nossa equipe de dublês que são incríveis não só coreografando as lutas que parecem incríveis visualmente, mas também são baseadas na motivação pessoal. Eles passam muito tempo conosco criando cada estilo de luta de cada personagem e misturando com artes marciais porque eles são profissionais nessas artes marciais. Então quando isso se junta na tela, é realmente o ponto mais alto de muitos pensamentos, planejamentos e trabalho no papel de cada um. É muito gratificante que tudo isso chegue em uma conclusão e ganha vida na tela de um modo tão legal.

Hidden Remote: Como você achar que os fãs vão reagir ao episódio final?
McNamara: Espero que eles se sintam emocionados com o episódio. Espero que eles riam um pouco, espero que chorem. Espero que eles venham nessa jornada conosco e realmente passem por esses altos e baixos, porque tivemos 32 episódios até agora. Esse será o nosso 33º episódio de coisas que estivemos construindo com relacionamentos e participações. Tudo foi construído para esse momento; essa é o ponto mais alto de tudo que aconteceu conosco durante a série. Ver tudo isso se juntar… é brutal. Quando a Clary entrou nesse mundo houve fascinação e mágica, mas agora todos os personagens foram expostos a parte obscura, brutal, fria e morta desse mundo, e a final realmente destaca isso.

Fonte | Tradução: Equipe Kat McNamara Brasil

ENTREVISTA: Kat McNamara fala sobre Shadowhunters, atuação e mais com a Jamo Magazine
25 de março de 2017 categoria principal: Entrevistas
Postado por Leili Santos
COMPARTILHE

Kat posou para a Jamo Magazine, e também fez uma entrevista onde falou da série Shadowhunters, Clary, atuação, como é sua rotina diária e mais. Confira:


Revistas e Jornais – Magazines & Newspapers > 2017 > Jamo Magazine (Março)

O quão divertido é interpretar Clary?
Clary é uma das minhas personagens favoritas das quais eu tive a chance de interpretar até agora. Ela é um personagem complexo que continua a crescer e mudar enquanto a história progride, e como uma atriz, eu não poderia pedir por algo melhor. Mesmo além disso, existem tantos elementos na série – acrobacias, efeitos especiais, roupas incríveis, equipe e elenco incríveis – que fazem da série algo maravilhoso de ser parte. Estou em uma idade em que tenho crescido e aprendido sobre o mundo assim como Clary está descobrindo seu lugar no Mundo das Sombras. Sua história e jornada na série e minha jornada e vida estão conversando entre si enquanto a série avança e eu acho isso tão fascinante. Eu estou aprendendo tanto como uma artista e como uma pessoa durante o processo de fazer a série e criar o personagem e sou tão agradecida.

Você já teve um momento em que sentiu que era Clary ou qualquer outro personagem que já tenha interpretado?
Existe um pouco de mágica na criação dessa série. Nós somos um elenco tão próximo que uma boa parte da química que você vê na tela é colorida pela nossa amizade fora de cena. Além disso, temos uma equipe incrível de artistas que constroem nossos sets, adereços e roupas o que no final nos faz estar completamente imersos nesse mundo. Por causa disso, às vezes eu estou gravando uma cena e eu estou tão envolvida que quando eles gritam “corta!”, é como ser acordada de um sonho. No entanto, sempre se existe uma separação entre personagem e eu mesma. Precisa ter, principalmente quando brincamos e pregamos peças entre as filmagens. Eu sou a irmãzinha no set com toda certeza.

Quais são as duas coisas mais semelhantes sobre você e sua personagem Clary Fray?
Clary possui uma paixão por tudo que ela faz na vida. Ela se joga de cabeça em situações complicadas pelas pessoas que ela ama e eu acabo fazendo o mesmo. Ela irá deixar sua vida de lado, se sacrificar, arriscar tudo pelas pessoas que ela se importa. Quando ela acredita em algo, ela irá lutar por isso com todo o seu ser. Ela se compromete em ser uma caçadora de sombras e faz qualquer coisa em seu poder para viver sobe esse código. Além disso, ela também possui uma esperança imperecível dentro dela. Eu sou uma eterna otimista também, e Clary é a mesma nesse sentido ela se recusa a aceitar uma derrota. Mesmo cara a cara com o fracasso e catástrofe certa, ela sempre irá acreditar que existe uma maneira de vencer e um jeito do bem prevalecer.

Qual foi o processo para se tornar Clary Fray?
O processo de audição para Clary foi um pouco longo e é compreensível. Os produtores queriam ter certeza de que encontraram as pessoas certas para interpretar esses personagens. E fiz a audição através de várias fases, incluindo múltiplos testes de tela e leituras com Dom e Alberto para testar a química que tínhamos. Finalmente a conta de Shadowhunters no twitter postou que Clary seria anunciada em duas horas. Eu não havia ouvido nada então imaginei que não havia dado certo. Então dez minutos antes da hora do anuncio, eles ligaram e me contaram que eu iria interpretar Clary. Eu estava sem fala! Então meu celular explodiu de mensagens acolhedoras.

Quem tem sido sua inspiração para atuar?
Minha inspiração quando se trata de outro trabalho que eu vi é sempre em personagens que atraem você completamente – e que vem de uma miríade de atores em vários papéis e gêneros. Ver atores se comprometerem com os personagens e criarem um ser humano de pleno direito a partir de palavras em um papel – isso é o que me inspira. Isso é o que aprendo e me esforço para conseguir alcançar em cada papel que eu interpreto.

Você sentiu algum tipo de nervosismo por estar interpretando o personagem principal de uma série de livros tão popular?
Eu não diria nervosismo, mas eu definitivamente senti um senso de responsabilidade em trazer esse personagem à vida. Existem tantas pessoas por ai que se sentem conectadas com Clary e que se tornaram apegadas a ela e investiram em sua história. Assim, eu quero honrar esses fãs e fazer justiça a ela e a história de todas as maneiras que eu puder. Todos nós que fazemos parte da série – os roteiristas, as mentes criativas, os produtores, o elenco – todos nós nos importamos bastante com essa história e fazemos tudo que podemos para dar a essa história a adaptação televisiva que ela merece.

Além de Clary, que é seu personagem preferido de Shadowhunters?
Existem tantos personagens incríveis na história, mas meu preferido sempre foi o Sebastian. Ele é um personagem tão fascinante. Em nenhum momento houve um personagem nos livros que eu tenha odiado mais que ele e então nas ultimas páginas do livro comecei a amá-lo e sentir pena dele, e chorar por ele. Isso me pegou desprevenida e me deixou encantada.

Você tem mais de um milhão de seguidores. Como você consegue dar atenção a todos os seus fãs, mesmo com a agenda cheia?
Eu sempre tento continuar falando com todos através de minhas redes sociais. Existem tantas mensagens acolhedoras, fan arts incríveis, e opiniões sagazes que cruzam a tela. Eu serei eternamente fascinada. Sem eles, eu não teria um emprego e eu respeito esse relacionamento. Eu tenho a oportunidade de fazer o que eu amo para viver e se eu posso tocar a vida de alguém de maneira positiva através disso, vale completamente a pena.

Você postou uma foto com Lily Collins em janeiro, quão divertido foi conhecê-la? Ela compartilhou algum conselho ou experiência sobre a personagem Clary Fray?
Eu amei conhecer Lily. Eu havia escutado coisas amáveis sobre ela por anos e estava esperando conhecê-la em algum momento. Eu tenho muito respeito por ela e por seu trabalho, então eu também sou uma fã. Eu fiquei surpresa quando ela demonstrou imediatamente saber quem eu era, mas nós tivemos uma ótima conversa sobre nossa garota Clary. Ela realmente é um doce.

Existe qualquer outra coisa que gostaria de compartilhar conosco?
Uma moça nunca revela seus segredos.

OK! Vamos conversar sobre seus produtos de beleza sagrados. Quais são seus produtos de beleza favoritos que você não sai de casa sem?
Amazing Cosmetics tem um corretivo incrível que eu uso o tempo todo! Eu misturo com hidrante quando eu quero um toque mais leve. A máscara da Covergirl Lash Blast é um sonho – os cílios ficam grandes e suaves o dia inteiro! Kat Von D tattoo liner é algo que adoro usar também – super preto e fácil de usar – também, sua paleta Shade and Light é minha favorita. Clinique Chubby sticks são a minha escolha de batom de todos os dias, mas quando eu quero me divertir um pouco Colourpop sempre me ajuda com seus batons de tantas cores incríveis. Marc Jacob’s Air Blush Soft Glow Duo é incrível também – é como blush, contorno, e iluminador juntos!

Como você mantém sua pele nova e brilhando para um grande dia?
A coisa mais importante é beber bastante água e cuidar de seu corpo. Sua pele também é um órgão! Além disso, é só manter sua pele limpa. Eu uso muita maquiagem no trabalho então eu uso bastante limpador/hidratante para limpar e cuidar da minha pele. Eu também uso uma máscara clareadora uma vez por semana para realmente limpar meus poros. Se eu realmente precisar de ajuda, eu uso sob meus olhos um pouco de cafeína para me livrar dos círculos escuros.

A primeira coisa que você faz quando acorda de manhã?
Comer meu café da manhã! Café da manhã é minha refeição favorita do dia. Me desperta e me faz levantar da cama para iniciar meu dia. Eu sempre amo acordar mais cedo e tirar um tempo para fazer meu café da manhã, tendo um copo de café, lendo as notícias… Eu sou uma pessoa da manhã.

Existe alguma coisa específica ou rotina que você segue para ter um bom dia?
Algo que eu aprendi nesses últimos anos é que a vida é sobre escolhas. Quando você acorda de manhã, você pode escolher ter um dia bom ou pode escolher ser negativo. Todos os dias eu tento de maneira consciente escolher ser positiva e viver minha vida de uma maneira que irá trazer positividade para mim e para os outros. Eu também tenho uma perspectiva melhor. Nutrição, malhação, e saúde no geral são grandes fatores que contribuem para isso. Se você cuidar de si mesmo e se tratar bem, você irá automaticamente se sentir melhor e ter uma perspectiva mais brilhante.

Qual é sua mensagem para os leitores de JAMO?
Muito obrigada por lerem! Obrigada por assistir Shadowhunters e se você não assiste, confira! Sempre se lembre de acreditar em si mesmo, encontre sua paixão, e saiba que tudo é possível! Eu o deixarei com minha frase favorita. “ Vá com confiança em direção dos seus sonhos , viva a vida que você imaginou” – Henry David Thoreau.

Tradução: Equipe Kat McNamara Brasil

ENTREVISTA: Kat McNamara fala sobre Shadowhunters, cenas de ação, estudos e mais à A Book Of
25 de março de 2017 categoria principal: Entrevistas
Postado por Leili Santos
COMPARTILHE

Confira o shoot e a entrevista da Kat à A Book Of onde ela falou mais sobre Shadowhunters, atuação, cenas de ação, educação e mais:

Ensaios Fotográficos – Photoshoots > 2017 > A Book Of

Quem é Katherine McNamara? Como você se descreveria em poucas palavras?
Oh, bem, esta é uma grande pergunta. Eu acho que em poucas palavras eu diria que sou um tipo A viciada em trabalho que também é uma artista. Eu sou uma estudante da vida, dos negócios, da literatura e da humanidade. Eu uso muito preto, bebo muito café e como muitos carboidratos. Minha bebida é uísque puro. Meu prazer culposo são pretzels suaves, comida mexicana e sorvete com pedaços de biscoito. Eu sou mais feliz quando estou sorrindo e me divertindo com as pessoas que eu amo ou quando estou criando um personagem novo e sendo imersa em um novo mundo. Eu não tenho certeza se realmente sei responder essa pergunta por que ainda estou aprendendo sobre mim mesma. Mas isso é meio o que torna a vida muito emocionante, não é mesmo? Você está sempre aprendendo e crescendo e mudando e se tornando algo novo.

Onde você nasceu? Fale-nos um pouco sobre sua cidade natal.
Eu sou de um subúrbio na cidade do Kansas, Missouri. Eu amei crescer lá porque você facilmente conseguia ir para a cidade ou para o meio do nada. O centro-oeste é extremamente casual, acolhedor e cheio de pessoas que trabalham duro. Viver lá me ensinou a trabalhar de forma ética e dar valor à família. Eu tenho raízes sólidas lá e com a transição natural da minha vida, sou muito agradecida por ter esse passado.

Conte-nos um pouco da história de como você começou a atuar.
Eu nunca pensei em ser uma atriz. Enquanto crescia, meu sonho era ser contadora e trabalhar em um setor de finanças, exercendo o cargo de chefe de finanças, ou comandar minha própria empresa. Um dia, eu encontrei um amigo da família que estava dirigindo uma produção em um teatro comunitário e precisava de uma dançarina. Eu fui uma dançarina a minha vida inteira e era o tipo de criança que tentava de tudo, então eu disse por que não! Assim que eu pisei no palco na noite de estreia, eu senti a energia da audiência, o calor das luzes e instantaneamente me senti em casa. Eu soube naquele momento com bastante clareza que isso era o que eu havia sido posta na terra para fazer. Eu não tive nenhuma dúvida na minha mente de que eu deveria ser uma atriz — e eu nunca olhei para trás.

Como é interpretar Clary Fray em Shadowhunters?
Eu amo a personagem. Ela tem tantas facetas de sua própria personalidade para explorar. Ela também continua a crescer e a se tornar mais madura enquanto a história progride o que é indispensável para uma série que nós esperamos ter certa longevidade. Clary é falha. Ela está crescendo então ela comete muitos erros e sacrifícios mesmo tendo a melhor das intenções. O que é mais importante sobre essa personagem é que ela nunca desiste. Mesmo que ela caísse, errasse e fizesse uma bagunça com tudo no processo, ela sempre iria se levantar e tentar novamente. Ela tem uma esperança imperecível e uma perseverança implacável. Eu sinto uma grande responsabilidade em pegar esse personagem que vem de uma série de livros, já que eu vi em primeira mão o quão apaixonados eles são. As pessoas se sentem vinculadas a esses personagens. Elas se conectam a eles e se relacionam com eles a um nível bem pessoal. Assim sendo, eu quero fazer o possível para cuidar dela e trazê-la a vida na tela do melhor jeito possível.

Você faz a maioria das acrobacias na série?
Eu faço! O fato de me permitirem fazer a maior parte das acrobacias é uma das minhas coisas favoritas na série. Eu aprendi tanto nos últimos anos sobre vida fitness e saúde e eu nunca estive em melhor forma! Nosso personal é incrível e cria exercícios para cada um de nós alcançar exatamente o tipo físico que queremos. No topo disso, o nosso coordenador de acrobacias e seu time são mestres em diversas artes marciais e boxe e tem treinado todos nós. Sendo assim, nós aprendemos os princípios e competências das artes marciais que então podem ser aplicadas a coreografia. Nós somos tão abençoados de ter uma incrível equipe trabalhando na série que se preocupam em nos treinar e nos ajudar a aumentar nossas habilidades. Isso adiciona bastante na qualidade da série como um todo.

Como você incorpora o caráter complexo de sua personagem em meio a este mundo mágico complicado e pontos de trama?
Eu amo estar em uma série com elementos fantásticos. Eu tenho que ir para o trabalho todos os dias e literalmente fazer mágica para viver. Eu aprendo tanto todos os dias no trabalho sobre efeitos práticos e animados em computador usados na série. É fascinante! Nosso time que trabalha para nos fazer parecer guerreiros fodões e seres mágicos são tão talentosos e genuinamente animados para criar esses poderes e mundos. Ter uma série com personagens que são tão interligados nos dá milhões de possibilidades de histórias. Ser uma personagem que tem um dedo em todos os mundos, eu meio que gosto disso porque assim eu posso trabalhar com todos os membros do cast em algum ponto ou outro. Nós somos um grupo bastante unido que realmente gosta de passar o tempo juntos então eu amo passar tempo com todo mundo. Além disso, cada relacionamento traz uma química diferente e qualidades de cada personagem. Ter um enredo como este permite que o público veja tantas facetas de cada personagem quanto possível.

Você ostenta um número impressionante de filmes e séries de TV em seu currículo. Com todos esses personagens que você interpretou, qual é o personagem com sua personalidade preferida?
Eu nunca poderia escolher um favorito! É como pedir a uma mãe para escolher seu filho favorito. Cada personagem traz novos desafios e algo novo para aprender e crescer. Isso é o que eu amo no meu trabalho — estou constantemente vivendo em mundos diferentes, tons, gêneros e criando personagens tão diversos. Eu uso minhas experiências para acrescentar aos personagens que eu interpreto e como tal eles se tornam parte de mim e eu deles. Cada um é o meu favorito para diferentes aspectos deles.

Você parece ter um equilíbrio realmente bom de sua carreira e educação. É altamente impressionante e inspirador para milhares de jovens por aí. Qual é o truque para equilibrar seu tempo e prioridades? Que conselhos pode dar a juventude para alcançar seus sonhos e objetivos?
Em primeiro lugar, muito obrigada! A educação sempre foi uma prioridade para mim. Desde a infância, a importância da educação foi inculcada em mim, pois é a única coisa na vida que sempre estará com você. Seu conhecimento nunca pode ser tirado de você, não importa o que acontece na vida e você nunca pode ter muito dele. Eu sou uma eterna estudante. Mesmo agora estou perseguindo meu mestrado em Literatura. O único truque é apenas se preocupar com o que você está perseguindo. Se você fizer qualquer objetivo que você definir uma prioridade e você tem o desejo de completar a tarefa, você vai encontrar uma maneira de fazer acontecer. Além disso, o café ajuda.

Se você pudesse descrever atuar com uma comida, qual seria e por quê?
Isso é tão interessante. Atuar em termos de comida é como cozinhar a refeição perfeita, mas realmente tomar o seu tempo. A cozinha seria uma bagunça, especiarias, restos, ferramentas, todos espalhados enquanto você toma pitadas e pedaços para criar a refeição perfeita. Você não sabe exatamente como vai acabar, mas você sabe o que você está pretendendo criar. Através do processo de cozinhar a refeição, o curso pode mudar, uma combinação de sabor pode surpreendê-lo como os diferentes ingredientes reagem para criar novos sabores e acrescentar mais profundidade ao prato. Se você se permite a liberdade de criar, o resultado final é um prato que faz parte de quem você é, mas também influenciado pelo processo de cozinhar o prato, algo cheio de camadas, sabor, textura, nuance e o trabalho duro e cuidado que você colocou para fazê-lo.

Algum projeto que ainda está por vir que pode deixar seus fãs animados?
Eu tenho trabalhado na música por anos como um projeto da paixão e eu estou finalmente começando a juntar tudo para liberar. Fiquem atentos para isso em breve.

Projeto dos sonhos?
Eu tenho tantos projetos dos sonhos à lista é interminável. Eu tenho aspirações de trabalhar em tantos gêneros diferentes, mídias e personagens, que eu não poderia nem mesmo nomeá-los. Eu sou um camaleão! Em última análise, eu quero continuar criando personagens interessantes e me empurrando para aprender e crescer como artista e como ser humano.

Livro que está lendo atualmente?
“A Dança da Morte” de Stephen King.

O que te mantêm ocupada além de atuar?
Viajar. Eu adoro viajar e estou tentando tornar isso uma prioridade. Se existe algo em que eu vou colocar tempo e dinheiro, fazer memórias com pessoas que eu amo faz com que valha a pena. Eu também tenho estado realmente fascinada com exercícios físicos e academia desde o início de Shadowhunters. Eu aprendi muito sobre saúde e vida fitness e eu realmente gosto de malhar e quero adotar isso como estilo de vida. Além disso, meus professores me mantêm bastante ocupada.

Assistindo atualmente.
Masters of Sex, Breaking Bad, American Horror Story, Catastrophy e Big Bang Theory.

Algum conselho aos aspirantes a ator por aí?
Meu melhor conselho a qualquer um que deseja atuar ou tem qualquer outra paixão é corra atrás! Encontre uma paixão que realmente o faça feliz e persiga-o com cada fibra de seu ser. A estrada não será fácil, você vai precisar de uma pele grossa e um coração sem medo, mas vai valer a pena em longo prazo. Há uma citação de Thoreau que eu vivo por que engloba esta ideia — ” Vá com confiança em direção dos seus sonhos , viva a vida que você imaginou.”.

Se você tivesse a chance e a oportunidade de ajudar uma fundação de caridade específica, qual seria e por quê?
Na verdade, eu tenho uma organização de caridade da qual sou uma embaixadora. Girl Up é uma organização incrível sob o amparo da Fundação das Nações Unidas que se concentra na promoção da educação, saúde, segurança e liderança de meninas em todo o mundo. O que torna a Girl Up tão especial é que eles encorajam as mulheres nos países desenvolvidos a ajudarem as mulheres que vivem em países em desenvolvimento, criando plataformas para programas que visem solucionar desafios específicos que estas moças enfrentam. Ao fazê-lo, estão a mudar a maré das oportunidades e a educação dessas moças e também a incutir nas gerações jovens a importância do igualitarismo global. Eu me sinto tão feliz por ser uma pequena parte do trabalho que eles fazem.

ENTREVISTA: Kat McNamara fala sobre atuação, Shadowhunters, estilo e mais com a Modeliste Magazine
23 de janeiro de 2017 categoria principal: Entrevistas
Postado por Leili Santos
COMPARTILHE

Kat fez um lindo photoshoot e falou sobre Shadowhunters, atuação, seu estilo e futuros trabalhos para a Modeliste Magazine. Confira:

Ensaios Fotográficos – Photoshoots > 2017 > Modeliste Magazine

A atriz, Kat McNamara, fala com a Modeliste sobre o que mais a inspira em atuar, seus últimos ícones de moda, seus próximos projetos de cantar e compor, e o que a faz se sentir um máximo todos os dias. Além disso, veja seus itens essenciais de moda e beleza aqui.

Onde você cresceu?
Eu cresci em Kansas City, Missouri. Churrasco, beisebol, fontes. Eu amei crescer lá.

O que te inspirou para começar a atuar?
Nós vivemos em um mundo que foca muito em beleza, perfeição e filtros que algumas vezes esquecemos que a real beleza da humanidade está nas imperfeições. Não tem nada de errado em se esforçar para ser o seu melhor, mas não mude completamente quem você é para se adequar a um molde. Isso é o que me inspira a criar esses personagens – a oportunidade de expor falhas humanas numa perspectiva positiva. Atores vão aos lugares emocionalmente desconfortáveis e confrontam esses problemas na esperança de que isso irá inspirar pessoas a refletir sobre suas próprias vidas e quaisquer problemas que eles podem estar enfrentando.

Você tinha outras aspirações sobre o que você queria ser antes de ir atuar?
Sim! Na realidade, eu nunca desejei me tornar atriz. Meu plano inicial era seguir na área de finanças. Economia era a minha paixão e eu queria me tornar uma analista financeira, diretora financeira ou economista. Entretanto, eu encontrei um amigo da família que estava dirigindo uma peça comunitária, dei uma chance por diversão, me apaixonei e bom, o resto é história. Realizei meus sonhos econômicos obtendo um Bacharelado em Administração de Empresas.

Você estrela um show eletrizante e bem sucedido, Shadowhunters. Você pode descrever o seu papel?
Primeiramente, obrigada. Em segundo, eu interpreto Clary Fray, uma estudante de artes do Brooklyn que descobre que ela é uma Caçadora de Sombras, uma caçadora de demônios metade anjo, metade humana. Conforme ela é jogada nesse mundo, ela enfrenta alguns demônios, literais e figurados. Na segunda temporada, em particular, você vê uma nova maturidade em Clary enquanto ela começa a entender o que significa ser uma caçadora de sombras e como usar seus talentos únicos para encontrar seu lugar no mundo. O que eu mais admiro na Clary é que o seu fogo interior e relutância em aceitar derrotas. Não importa o que aconteça com ela, ela sempre tem essa fagulha de esperança em que ela se agarra. Isto é algo que todos nós poderíamos usar no momento.

Qual a parte mais desafiadora desse papel?
As partes mais desafiadoras são as mais excitantes. Fisicamente, o papel é muito exigente. Nós fazemos a maioria das lutas e acrobacias então há um bom treinamento obrigatório no nosso tempo livre. Eu realmente aprecio o desafio de aprender diferentes artes marciais assim como empurrar minha capacidade física a novos níveis. Além disso, eles continuam expandindo nossos personagens enquanto desenvolvem e fornecem arcos interessantes e desafiantes para todos nós. No geral, a série é um processo de aprendizado enorme para mim e estou amando cada minuto.

Shadowhunters é ambientada em um cenário de fantasia onde existem vampiros e lobisomens e fadas – você sempre teve interesse neste tipo de história de fantasia quando criança? O que te intrigou nesse papel que fez você querer encenar essa personagem?
Eu sempre amei contos de fadas e histórias de fantasia. Eu também sempre amei histórias com personagens femininas empoderadas e independentes no comando. Shadowhunters fornece ambos para mim. Eu sempre acreditei que há um pouco de magia para ser encontrada no mundo se nós escolhermos vê-la. Agora, eu posso viver e criar essa magia todos os dias. Além disso, Clary fornece uma interessante jornada de uma garota que é obrigada a ter responsabilidade e seriedade sem qualquer preparação. Seu crescimento em quem ela está destinada a se tornar, é verdadeiramente a viagem do herói e sempre um estudo. Sua paixão e desejo para o que ela faz combina com a minha e com o meu trabalho. Ela tem fogo e isso me inspira todos os dias.

O que a segunda temporada reserva que os telespectadores devem ficar ligados?
Eu não tenho a liberdade de revelar muito neste momento, nem gostaria de estragar o show para ninguém. Mas o que posso dizer é que a segunda temporada leva o Mundo das Sombras para o próximo nível. Agora que tivemos a chance de estabelecer esses personagens, relacionamentos, e o mundo, temos a oportunidade de mergulhar mais fundo na história. Nesta temporada, nós empurramos os personagens para além dos seus limites, os tiramos do equilíbrio, o que os faz ir a lugares e os obriga a revelar partes de si que você não consegue ver nem mesmo na série de livros. Ninguém está seguro, nada é sagrado, e nenhum relacionamento escapa ileso. O que esses personagens estão aprendendo é que não há um bem ou mal puros neste mundo, é tudo em tons de cinza em um mundo de sombras.

O que é um dia típico no set para você?
Algo que amo sobre Shadowhunters é que nunca há um “dia típico”. Há tantos aspectos e elementos para o show, todo dia produzem um novo desafio. Alguns dias são mais focados no drama de um personagem, enquanto outros são completamente baseados em ação. Nunca há um momento entediante nesse set!

Como você descreveria seu estilo?
Eu descreveria meu estilo pessoal como clássico moderno. Eu fico em uma paleta de cores neutras e silhuetas clássicas acentuadas com peças inesperadas para adicionar um pouco de modernidade. As pessoas dizem que eu uso muito preto, mas eu amo. É simples, chique, e faz eu me sentir o máximo todos os dia. Além do mais, eu posso brincar colocando peças diferentes juntas se elas são todas da mesma cor.

Tem algum ícone da moda que você admira?
Emma Watson, Gigi Hadid, Audrey Hepburn, e Winona Ryder dos anos 90.

Quais são 3 itens de roupas básicas que cada menina deve comprar para ter um guarda-roupa sofisticado?
JAQUETA DE COURO – casual para vestir, o máximo para estilo boho, uma jaqueta de couro é o camaleão de um guarda-roupa. Além disso, se você investir em uma peça de qualidade, pode durar anos.
BOTAS VERSÁTEIS – encontre um bom par de botas que combinem com seu estilo e calce até desgastar! Elas não só são confortáveis e funcionais, elas tornam qualquer look um pouco badass.
JÓIAS BARATAS – Procure uma peça com a qual você se conecte, que significa algo para você ou declara quem você é. Algo simples e versátil que pode combinar com qualquer look pode personalizar o seu guarda-roupa.

Quais são os seus 3 aplicativos favoritos do momento no seu telefone?
Spotify – Estou sempre procurando por música nova.
Buzzfeed – Ele tem um grande equilíbrio de diversão e informação.
Pinterest – Receitas, decoração de casa, cores de unhas, tendências de maquiagem, novos exercícios – ele tem tudo!

Qual música você mais tocou neste mês?
Shape of You – Ed Sheeran, Sthlm Nights – Peg Parnevik, Somebody Else – VERITE

Qual é a sua atual cor preferida para os lábios?
Minha cor atual para os lábios no cotidiano é o chubby stick da Clinique, Whole Lotta Honey. No entanto para sair ou qualquer outra ocasião especial eu adoro brincar com os batons da ColourPop. Eles têm tantas cores incríveis!

Você tem algum produto de cabelo favorito que é essencial?
Oribe é minha obsessão atual quando se trata de produtos de cabelo. Seu shampoo e condicionador mantêm o meu cabelo saudável. O spray de texturização segura, ainda mantendo-o palpável. O Balm d’Or Heat Styling literalmente conserva o meu cabelo da destruição quando uso secador.

Para onde você mais gostaria de viajar que você não foi ainda?
Todos os lugares. Viajar é um dos meus passatempos favoritos. Dê-me o meu passaporte e uma passagem e eu estou pronta para ir. Viajar fornece tanto aprendizado, experiência e compreensão de outros pontos de vista, eu acho isso realmente grandioso. Sinceramente, esta é uma escolha difícil de fazer porque eu quero ver o mundo. Eu acho que Europa é a minha próxima aventura, talvez a Tailândia… América do Sul? Claramente tenho algumas decisões a fazer…

Qual é o seu espírito animal?
Meu animal espiritual é uma zebra, eu acho… Ela é poderosa, ativa e vive uma vida em preto ou branco, ela nem sempre sabe qual é qual. Eu sempre quero que minha vida seja bem definida, certo ou errado, a ou b, para cima ou para baixo, mas eu estou aprendendo que nem sempre é o caso… Eu tenho que me lembrar de aceitar um pouco as áreas cinzentas da vida e que está ok se eu não souber se eu sou branca com listras pretas ou preta com listras brancas.

Descreva um típico dia de folga do trabalho.
Novamente, meus dias nunca são típicos e isso é divertido. Se eu tiver tempo livre, estou trabalhando no meu Mestrado em Literatura, provavelmente indo à academia ou à uma aula de spinning, comendo comida mexicana, e passando um tempo com os amigos. Eu provavelmente estarei em uma noite de jogos jogando Mafia ou adivinhando charadas até as primeiras horas da manhã.

Você tem algum projeto por vir que possa nos contar?
Música! Além de Shadowhunters e Maze Runner: A Cura Mortal, estou escrevendo e gravando música no meu tempo livre. Eu realmente gosto de ter um lado criativo em que não estou em um personagem. Minha música me permite partilhar um pouco de quem eu sou com o mundo e é muito refrescante. Eu mal posso esperar para que as pessoas escutem.

O que você ama na Modeliste?
Eu amo que Modeliste é destemida e experimental. Eu me diverti muito nessa sessão de fotos, brincando com o guarda-roupa diferente, cabelo e maquiagem, e configurações de iluminação. Eu aprendi muito e realmente estive fora da minha zona de conforto. Obrigada!

Tradução: Equipe Kat McNamara Brasil

Página 1 de 1212345...