Archive for 'Entrevistas'



Kat fala sobre Lilith, sobre Clary se tornar uma Shadowhunter oficial e a arma de Clary em entrevista ao KSiteTV

Quão diferente as pessoas estão tratando Clary agora que ela derrotou Valentine?

É muito interessante, porque nas primeiras temporadas nós a vimos lutar para as pessoas a aceitarem e a levarem a sério como Shadowhunter, e agora ela já superou tudo isso, já provou a si mesma de certa forma. E embora ela ainda tenha muito a aprender e esteja ciente disso, é como um sonho virando realidade, porque ela finalmente foi aceita, ela é oficialmente uma Shadowhunter. Até mesmo Alec, que até esse ponto a colocava de lado, como uma novata, está realmente a aceitando, e realmente a tratando como parte do time e assumindo suas responsabilidades.

Então, nós a vemos encontrar seu lugar no mundo das sombras e no Instituto. Mas tudo isso fica um pouco de lado, porque há esse segredo, e Clary sabe que é responsável pelo que Jace está passando, e que isso terá um efeito grandioso mais para frente. A apenas uma questão de tempo antes deles descobrirem o que ela fez.

É divertido interpretar uma Clary mais confiante e poderosa?

É ótimo finalmente vê-la finalmente como uma guerreira e uma Shadowhunter. Nós vemos esse senso de maturidade dela este ano. Ela passou por muita coisa. Ela perdeu a mãe, encontrou e perdeu o irmão. Ela matou o próprio pai e o amor da vida dela morreu e ressuscitou… e isso muda uma pessoa. Então ao invés de olhar para o mundo das sombras como um lugar mágico e maravilhoso com fadas, lobisomens e vampiros, ela o vê como realmente é: frio, cortante, um mundo mortal que é implacável e imperdoável, com toda a dor que pode fornecer e as consequências que vêm até de ações que parecem inofensivas.

Clary perdeu muitas pessoas na vida dela. Você acha que houve a vontade de usar o desejo em outra pessoa ou sempre teve que ser o Jace?

Na verdade, nós debatemos isso por um longo tempo. Havia algumas jogadas que talvez nós pudéssemos trazer, e realmente fazê-la escolher nesse sentido, em vez de apenas ter que fazer uma escolha imediata, mas no fim das contas foi uma escolha apaixonada feita no calor do momento, com muita adrenalina correndo em suas veias, e havia o choque por ter matado o próprio pai, e tudo o que aconteceu… vendo Jace morto no lago, não havia outra escolha em sua mente. Tudo o que ela pensava era em corrigir isso e salvar Jace, e trazer a única pessoa em sua vida que a amava e a aceitava da forma que ela era. Porque nesse ponto sua família biológica a deixou. Sua mãe, seu irmão, e seu pai… todos foram e a deixaram sozinha. Então quem ela tinha a não ser o Jace? Quero dizer, sim, ela também tinha Magnus, Luke, Simon e os Lightwoods. Mas nenhum deles estava morto.

Nós podemos falar sobre a Clary escolher a sua arma na estreia dessa temporada?

Esse é um dos meus aspectos favoritos, especialmente no primeiro episódio. Parte de se tornar uma Shadowhunter é escolher sua própria arma e quando Clary entra na sala de armas, ela é atraída por esses punhas kindjal. Ela se sente conectada a essas armas. São pequenas e mortais, exatamente como ela! Ela descobre depois a enorme significância dessas armas e uma enorme conexão. Há um motivo para ela ter se sentido atraída por esses dois punhais.

Pode nos falar algo sobre Lilith?

Lilith é a mãe de todos os demônios. Ela é a rainha do inferno, ela é o maior mal que já vimos. Quero dizer, nós vimos uma infinidade de diferentes demônios. Nós vimos vampiros. Nós vimos Caçadores de Sombras maus. Mas nunca vimos algo como isso. Lilith tem uma raiva e um enorme poder sombrio que nós ainda não somos capazes de entender. E por Clary e Jace serem responsáveis por machucar o mais próximo que ela já teve de um filho, nós despertamos sua raiva, nós estamos em sua lista, e perdão e misericórdia não estão no topo de sua agenda.

Essa temporada começa com Clary em Idris. Pode nos falar um pouco disso e o quanto dessa locação foi feita em tela verde?

Tudo foi feito em tela verde. Eu irei postar fotos durante a estreia que eu tenho de quando filmamos. Nós temos planos verdes e/ou azuis em nossa locação. Eles construíram os pilares e os arcos, e o esqueleto daquele salão de cerimônia, e então o restante foi apenas uma grande tela azul ao redor de tudo isso. Nós tentamos criar esse mundo para nós mesmos, mas é mais sobre relacionamentos nesse momento, e então você tem essa filmagem épica sobrevoando Alicante, a capital de Idris, e vai para o espaço da cerimônia. É tão legal! Nossa equipe de efeitos especiais é maravilhosa. Eles fazem todos nossos efeitos especiais e visuais. Eles arrasam todas as vezes. Eles superam as nossas expectativas. Nós o amamos demais.

Mas de qualquer forma, isso realmente cria esse mundo de maravilhas… realmente define o tom. Você vê todas essas relações e como isso os afeta, especialmente a Inquisidora Herondale. Antigamente, ela sempre chamava Clary de “Srta. Morgenstern” e “Filha de Valentine” e coisas como essas, e agora ela aceita Clary como uma Shadowhunter, e como alguém que luta para o bem a seu lado.

Fonte | Tradução: Equipe Kat McNamara Brasil

Kat falou ao TV Guide sobre Lilith, os efeitos colaterais da volta do Jace, como isso afetará Clace como casal, e mais. cConfira

Shadowhunters finalmente está de volta para a terceira temporada, e a mãe de todo o mal está seguindo o caminho de Clary (Katherine McNamara).

Os eventos do final da segunda temporada deixaram várias dúvidas no ar, uma das quais foi a chegada de Lilith (Anna Hopkins), trazida de sua dimensão infernal Edom por Jonathan (Will Tudor). Coberto no que parece ser sangue negro, Lilith é definitivamente vilã mais horrível que vimos até agora.

Ela não será o único problema que Clary e o grupo têm que lutar. O desejo de Clary ao anjo de ressuscitar Jace (Dominic Sherwood) depois que ele foi morto por Valentine (Alan Van Sprang) terá consequências sobrenaturais e políticas na terceira temporada, e há também a questão da Rainha Seelie (Lola Flanery) em ajudar seus aliados no Submundo para lidar com eles.

Parece que a Clave vai ter as mãos cheias nesta temporada, então pedimos a Katherine McNamara para descobrir quais problemas serão uma prioridade para Clary nessa terceira temporada.

Nós começamos onde nessa temporada? Quanto tempo se passou?

Alguns dias, eu acho, mas não se passou muito tempo desde… nós vimos a morte de Valentine no lago, a morte e ressurreição de Jace. E agora Clary vai receber a sua runa angelical e se tornar oficialmente parte do Mundo das Sombras, e cair de cabeça nessa vida em que foi jogada.

Como está a mente de Clary depois de ter matado o próprio pai e usado o único desejo de Shadowhunter para trazer Jace de volta a vida? Essas são duas coisas realmente grandes que aconteceram na vida dela.

Isso é verdade! Várias coisas aconteceram com Clary. E desde o início da série, se passaram apenas alguns meses, se você quiser pensar no espaço de tempo. Então entre tudo isso, ser jogada em um novo mundo, descobrir poderes, perder a mãe, seu melhor amigo virar vampiro, encontrar e perder o irmão, matar o próprio pai, ver o amor de sua vida morrer e voltar à vida, é muita coisa. Muita coisa para se passar… Ela vai dessa garotinha que enxergava o mundo das sombras de forma maravilhada e mágica, para uma mulher que vê esse mundo como realmente é: frio, obscuro, um mundo mortal que tem consequências para todas as ações, por mais inofensiva que pareça. E ela entende isso agora, e entende que ela tem a responsabilidade de analisar tudo o que causou até esse ponto, e corrigir qualquer problema que tenha acontecido por sua causa.

Clary finalmente se juntará a lista oficial de Shadowhunters, mas fará isso sob terríveis circunstâncias. Ela está escondendo da Clave que usou seu único desejo. Quanto tempo ela irá guardar isso?

Você sabe, as coisas não são mantidas em segredo por muito tempo no mundo das sombras, e quando há um desejo que tem sido um mecanismo de segurança para os Caçadores de Sombras durante todo esse tempo e é usado para trazer seu namorado de volta, há consequências terríveis a caminho, se me permite por dessa forma. Mas o que isso faz para Clary é colocar ela e Jace ainda mais próximos, pois eles sabem que quando as consequências vierem, eles dois assumiram a responsabilidade, e eles estarão lá pelo outro e eles estão completamente na mesma página. Mas também Clary sente que é responsável pelo que Jace está passando, pois ela sabe que há algo errado com ele. Mesmo que ele tente esconder dela usando toda a sua coragem, ela sabe que algo está havendo e ela se sente responsável.

Como você mencionou, Jace está sofrendo com os efeitos colaterais do desejo. Como isso irá impactar o relacionamento de Clary com ele?

Ela sempre viu Jace como um poderoso guerreiro angelical, e ele voltou quebrado. E ela se sente responsável por destruir esse poderoso espírito que está nele, e isso acontece porque ela não pode recorrer a ninguém sem que a culpa recaia sobre os dois, e isso acaba inspirando nela uma maravilhosa iniciativa de carregar tudo sozinha e lidar com as coisas dessa forma faz com ela que finalmente assuma a responsabilidade, e ela finalmente vai trilhar o próprio caminho no mundo das sombras e agirá de maneira real.

Parece que esse será o maior obstáculo para eles?

É verdade. Há um grande bloqueio no relacionamento deles nesse momento, infelizmente. Essa é a primeira vez que eles dois têm a chance real de fazer o relacionamento crescer, e para eles se amarem da forma que sempre desejaram. Então, sim, você vai ver alguns momentos leves de romance e algumas vezes eles vão se comportar como um casal sem lidar com o mundo ao redor deles. Mas isso afeta um pouco as coisas porque eles sentem o peso e a responsabilidade desse segredo, e Jace também está lutando com essas alucinações violentas, se você for ver.

Alec obviamente suspeita de algo porque ele sentiu a sua runa Parabatai desaparecer. Como ele irá lidar sabendo que Clary e Jace estão escondendo algo dele?

É mais uma situação infeliz do que qualquer outra coisa. Alec não confiou na Clary por um tempo, já que era a novata ali, e ela teve que se provar para ele. E quando ele finalmente começa a aceitá-la como Caçadora de Sombras, começam a se tornar amigos, e ele começa a delegar responsabilidades e vê-la como parte do time, surge esse segredo e isso realmente será um obstáculo no caminho deles. Por Alec ser Parabatai de Jace, é claro que ele sabe que alguma coisa está acontecendo, e mesmo que ele não saiba o que é, ele sabe que há algo. E Clary era a única pessoa no Lago, então obviamente ela tem as resposyas, e ela não consegue mentir para ele muito bem porque vê o quanto isso o está macucando, e ela vê como é doloroso para ele saber que seu Parabatai está lutando contra algo e não saber como ajudar. Ela está presa entre a rocha e um lugar difícil, porque ela não pode contar para ele. Ela não pode recorrer a Alec. Ela não pode recorrer a Isabelle, porque isso a tornaria igualmente culpada, e ela se recusa a deixar que mais alguém saia machucado pelo que ela fez.

Nós vimos um pouco da Lilith no trailer, mas o que você pode nos dizer sobre sua agenda e sobre o que ela está planejando?

Lilith é provavelmente a maior força maligna que nós veremos emergir do mundo das sombras. Nós já vimos demônios, e demônios maiores; nós vimos vampiros e Caçadores de Sombras maus, mas nós temos agora a Rainha do Inferno. Nós veremos a Mãe dos demônios, e ela é uma grande inimiga. E também, Jace e Clary em particular terão um grande alvo em suas costas porque Lilith – a coisa mais próxima que Lilith teve de um filho foi Jonathan, e nós somos responsáveis por feri-lo. Ela está lá fora por vingança, e trazer leveza, perdão e reconciliação não está no topo de lista de prioridades de Lilith.

Lilith parece estar tentando trazer Jonathan de volta a vida. Como você acha que Clary poderá reagir a isso se, por algum milagre, ele voltar?

Isso é um dos dilemas dessa relação. O relacionamento com seu irmão é algo que foi posto de lado e não foi bem resolvido até este ponto, e ela sempre irá sentir sua perda, e sempre irá sentir aquele vazio porque nunca teve uma chance de ter aquela relação.. Nós vimos na última temporada que assim que ela descobriu que tinha um irmão e que Jonathan estava vivo e em algum lugar, a primeira coisa que ela quis foi encontra-lo e ajuda-lo, porque tinha a chance de encontrar um parente de sangue; tinha a chance de ter um pedaço de sua família biológica viva e ainda lá para você, é claro que você vai querer isso… Eu nã sei, tudo o que posso dizer é que sempre haverá algo que a fará se sentir responsável e sentir como se tivesse perdido uma oportunidade.

Fonte | Tradução: Equipe Kat McNamara Brasil

ENTREVISTA: Kat McNamara fala sobre Javier Muñoz, Idris e Clary ao Syfy
21 de Março de 2018 categoria principal: Entrevistas
Postado por Leili Santos
COMPARTILHE

Kat falou sobre seus momentos favoritos de Shadowhunters,Idris e a participação de Javier Muñoz na série. Confira:

É um novo mundo nesta temporada em Shadowhunters — literalmente. Sem Valentine, terceira temporada promete entregar novos males, consequências contínuas e um olhar épico em Idris, terra natal dos Shadowhunters. SYFY Fangrrls conversou com Clary Fairchild, Katherine McNamara, sobre o que os fãs podem esperar, junto com um lembrete, no mundo dos Shadowhunters, espere o inesperado.

Esta temporada parece um novo começo? Com o Valentine fora, as coisas vão ser diferentes?

As coisas estão definitivamente diferentes. Eu não o chamaria necessariamente de um novo começo, porque as consequências das ações de todos, e das ações de Clary em particular, realmente irão se concretizar nesta temporada. E acho que essa é a maior parte disso para ela, você sabe, ela veio a este mundo com essa sensação de admiração com olho arregalados por causa desse mundo de magias, fadas, vampiros, feiticeiros e anjos e, de repente, depois de passar por tudo, depois de matar seu próprio pai, perder sua mãe, tudo o que passou, ela vê o mundo pelo que é, que é um mundo frio e muito mortal que não tem perdão e não tem piedade.

Como você acha que Clary, tanto como personagem quanto como atriz, mantém algum nível de esperança nesse mundo?

Essa é a coisa sobre Clary. Sim, ela tem um novo senso de maturidade e, sim, seguindo em frente, ela vê o mundo com uma visão mais realista; há sempre uma sensação de esperança nela. Há sempre essa pequena chama de luta e esperança dentro dela de que ela nunca desistirá. Ela nunca irá desistir, nunca perderá o fogo. É isso que faz dela quem ela é; esse é o Fairchild nela. É esse sentimento imortal de esperança. Você sabe, ela tem a leveza de ser uma Fairchild e ainda assim ela tem a ferocidade de ser uma Morgenstern e a teimosia de ser uma Morgenstern que combinados formam essa personagem teimosamente esperançosa que encontrará um caminho.

Existe alguma coisa dos livros que os fãs estão ansiosos para ver nesta temporada? Qualquer coisa que você pode nos dar uma pequena sugestão?

Eu posso dizer que sim. [risos] Muitos personagens novos estão chegando e eu acho que as pessoas ficarão empolgadas, há alguns pontos do enredo que as pessoas vão reconhecer, mas as coisas geralmente acontecem de uma maneira diferente do que as pessoas esperam. Então não fique muito confortável, porque isso muda algumas vezes.

Você disse que vamos ver alguns novos personagens, mas vamos ver algum favorito dos fãs de novo, como Iris e Madzie?

Há muitas pessoas voltando, mas nem todo mundo. Vou deixar para o espectador descobrir enquanto eles assistem.

Quais foram os seus momentos favoritos da série até agora?

É realmente emocionante ver os relacionamentos se aprofundarem. Há algumas coisas que acontecem—UGH, como eu não posso estragar isso? Basicamente, todos os relacionamentos estão tentando encontrar seu caminho nesta nova ordem mundial, e cada personagem tem um desafio que eles precisam enfrentar. Colocando isso em termos da série, o glamour desapareceu e cada personagem tem seu próprio demônio pessoal que está vindo para eles, e eles sabem que devem derrotar o demônio ou isso irá quebrá-los. E eles têm que aprender em quem podem confiar e contar, e precisam aprender quando aguentar por conta própria e quando confiar em alguém. Então, você realmente vê muitos dos seus relacionamentos mudarem e muitos dos relacionamentos se aprofundam. Você também vê algumas pessoas separadas. Por exemplo, você vê Clary e Luke se apoiarem um pouco mais porque ambos perderam muitas pessoas. Luke perdeu seu parabatai e o amor de sua vida; Clary perdeu sua mãe e pai. Luke é uma das únicas rochas e uma das únicas forças de apoio que resta em sua vida, e por isso ela se apoia fortemente nele. Enquanto Clary e Simon, Clary ainda está tentando descobrir o que está acontecendo com Jace e tenta ajudá-lo por causa da culpa e responsabilidade que ela sente pelo o que ele está passando, e Simon está lidando com a promessa que fez a Rainha Seelie, e todos os efeitos secundários que terão em sua vida, isso os leva a se afastarem e ficarem sem esse confidente, essa veia de apoio que eles tiveram um para o outro. E continua através de todos os relacionamentos, e porque conhecemos os personagens tão bem agora—como os espectadores e os atores—, é emocionante para nós explorarmos diferentes lados dessas relações que trazem diferentes elementos dos personagens.

Pelas promos parece que nós veremos Idris. Quanto desse set é CGI, e como foi filmar isso?

Nossos designers e nossa equipe de VFX são muito criativos nas formas como trabalham juntos. Temos um set de tela azul e verde de 360 graus, e assim, por exemplo, a cena da cerimônia de runas que você viu, isso meio que constrói os arcos, os pilares e todos os diferentes elementos do mundo, e então eles pintam no resto. Tem essa cena aérea épica que desce pela cidade e você realmente vê a extensão de Idris pela primeira vez e a beleza e a grandeza da terra natal dos Shadowhunters. Mas também, quando chegamos a ver Alicante, eventualmente, eles pegam nosso set do instituto e eles estabelecem um andar diferente, mudam as paredes e reorganizam as coisas, rodam certas salas e trocam os móveis. E de repente é um lugar novo em folha. De repente, estamos em Idris.

Javier Muñoz, de Hamilton, vem provocando fãs no Instagram sobre seu envolvimento nesta temporada—você pode nos contar um pouco sobre isso?

Eu posso te dizer que o Javi entra e interpreta talvez um dos meus personagens favoritos. É um novo personagem, estou tentando lembrar se ele é dos livros ou não, mas seu papel foi definitivamente enfatizado. Javi é incrível. Ele é tão brilhante e ele é como uma luz, e é um ser humano tão maravilhoso, genuíno e talentoso. Eu poderia continuar falando sobre ele. Ele e eu realmente nos conectamos através das redes sociais.

Porque ele era fã primeiro, certo?

Sim, no final das contas—eu era fã de Hamilton e estava seguindo ele, e então ele começou a twittar sobre Shadowhunters e eu falei: “Ooh, espere, o quê?” Nós dois tietamos um pouco e então aconteceu que ele acabou entrando na série através de nossos showrunners, decidindo que era uma oportunidade muito boa para deixar passar, e felizmente eles foram capazes de fazer funcionar com sua agenda de Hamilton. Tem sido um presente tê-lo na série. Ele é realmente fabuloso.

Você ainda está filmando a nova temporada ou está pronto?

Nós estamos. Estamos filmando o episódio 15 agora. Estamos quase terminando, o que é muito estranho, porque parece que acabamos de começar a segunda metade da terceira temporada. Mas estou muito empolgada para que as pessoas finalmente vejam isso. Porque a série continua crescendo, e a cada temporada damos mais um passo à frente e outro passo mais profundo na escuridão do mundo das sombras. A antecipação para mim, sabendo o que os fãs irão ver, é absolutamente ótimo.

Uma última pergunta: qual é a principal coisa que você espera que as pessoas aprendam com a série?

A principal coisa que espero que as pessoas aprendam com a série é o fato de que não importa quem você é, e não importa o que você esteja passando, não importa o quão poderoso você seja, todo mundo tem algo que eles estão enfrentando na vida. Todo mundo tem um demônio, seja um demônio interno, um demônio exterior, um demônio maior ou uma Rainha do Inferno, todo mundo tem algo que eles estão enfrentando. E é por todo do caminho para encontrar sua força interior, que você encontra os poderes que são inerentes a você, mas também encontra as pessoas ao seu redor que estão lá para você, que vai aceitá-lo por quem você é e apoiá-lo e celebrar seus talentos, e que você pode celebrar o deles—é assim que você passa por isso; É assim que você derrota esses demônios, e é assim que você evita se quebrar com o que a vida lança em você. Isso é o que eu amo sobre séries sobrenaturais. Realmente nos permite fazer coisas muito, muito humanas e mergulhar em circunstâncias realmente relacionáveis, mas através do véu de um mundo sobrenatural que permite que todos sejam objetivos. Certamente aprendi muito comigo mesma, e certamente cresci como ser humano ao fazer essa série, tanto quanto atriz, bem como uma lutadora e uma atleta. É o crescimento que continua a tornar a série tão especial.

Fonte | Tradução: Equipe Kat McNamara Brasil

Kat falou

Você não pensou que o drama de fantasia da Freeform, Shadowhunters, seria suave em sua terceira temporada, pensou? Na verdade, ouvindo o que a estrela, Katherine McNamara (Clary) diz, as coisas ficarão sangrentas. Realmente sangrentas.

A atriz nos contou recentemente que ela nunca ficou coberta com tanto sangue como ficou nesta temporada de Shadowhunters. E enquanto nós temos que esperar para descobrir por que há tanto sangue — e de quem é o sangue — a terceira temporada parece que vai ser uma montanha selvagem e divertida para todos.

Durante nossa conversa, McNamara também falou sobre o relacionamento de Clary com Jace (Dominic Sherwood) depois que ele morreu e Clary o trouxe de volta dos mortos. (Sem surpresa — ele não está bem!)

McNamara também abordou em quem Clary poderia estar se apoiando, já que ela está guardando um grande segredo, e — é claro — como está seu relacionamento com seu melhor amigo, Simon (Alberto Rosende), que tem problemas próprios. Vamos mergulhar de cabeça!

Eu sinto como se todas as temporada tivessem subido o nível em tudo, desde a história até a ação. Você sente isso como uma atriz na série?

Absolutamente, e acho que minha coisa favorita sobre ser uma parte de uma série desse tipo é que todos em cada departamento estão constantemente tentando se superar. Tentamos e realizamos feitos impossíveis e, de alguma forma, fazemos com que funcione. Então, na próxima vez que encontrarmos essas coisas, tentamos fazê-lo melhor e mais, sendo sangrento, ou assustador, ou mais intenso quando se trata de lutas, ou mergulhando ainda mais profundamente nesses personagens e mostrando novos lados deles. Toda temporada continua a construir sobre si mesmo, e é embasado pelo que aprendemos na temporada anterior. Eu acho que a terceira temporada fala ainda mais sobre isso.

Você teve algum desafio especial na terceira temporada que você não tinha encontrado até agora? Há algo novo que eles jogaram em você?
Houve várias coisas novas jogadas em mim nesta temporada, mas a maioria delas eu não posso falar ainda. Algo que eu posso dizer, no que diz respeito à estreia da temporada, eu sou uma daquelas pessoas que cresce quando me deparo com um desafio. Estou ansiosa para isso, e eles são a minha coisa favorita sobre o que eu faço para ganhar a vida. Esta sequência de treinamento que você vê no primeiro episódio entre Clary e Jace, nós fazemos o que eu acredito ser a nossa primeira acrobacia dupla. Onde temos mais de uma pessoa em fios simultaneamente, fazendo coisas no ar. Isso foi muito divertido para Dom e eu, aprendendo e sendo parte disso, e começando para a série.

Vamos falar sobre Clace. Sabemos que Jace definitivamente passou por algumas coisas no final da última temporada, e estamos esperando para ver como isso vai desenrolar. Como vamos ver isso impactar seu relacionamento?
Depois que Jace morreu e foi trazido de volta à vida por Clary usando o desejo do anjo para fazê-lo, vemos que há um efeito posterior sobre ele. Nós não sabemos o que está acontecendo e não sabemos o que há de errado com ele, mas definitivamente sabemos que ele não é totalmente ele mesmo. Isso vai se desenrolar pelo restante da temporada, enquanto ele continua a lutar com isso e como ele continua a tentar descobrir o que é isso. Clary, sendo a única que está ciente da verdadeira razão, também luta com isso.

Ela não está apenas tentando ajudá-lo a entender isso com seu conhecimento limitado do Mundo das Sombras, mas ela também está lutando com o fato de que ela não pode contar a ninguém o que aconteceu no Lago Glynn, por medo não só por ela, mas pra quem ela contar, incluindo Jace ficando em apuros por isso. Por exemplo, Alec (Matthew Daddario) continua a pressionar Clary sobre isso e embora ela queira dizer a ele, é muito difícil para ela aceitar isso porque ela não quer que Alex seja culpado também.

Além disso tudo, Clary mais uma vez, sente que é culpa dela, e é verdade. Se ela nunca tivesse entrado no Mundo das Sombras, talvez isso não acontecesse com Jace. Se algo de uma série de eventos não tivesse acontecido, ela é responsável por trazê-lo de volta. Mais uma vez, ela tem a melhor das intenções, mas porque ela não sabe que há consequências, ela mais uma vez tem essas consequências para lidar. Isso realmente pesa sobre ambos e afeta os dois à medida que avançamos.

Clary tem alguém para se apoiar? Parece que ela não tem, é incomum vê-la nessa posição.
É verdade! Antes, ela sempre teve Jace, Isabelle, Simon e Alec e todas as pessoas a quem recorrer, mas ela não tem agora. De alguma forma, ela tem que tentar entender isso e ela e Jace precisam descobrir como proteger todos os outros que amam, mas também lidar com o que está vindo para eles.

Nós também conhecemos Lilith (Anna Hopkins) no primeiro episódio. Em uma escala de um a dez, quão má Lilith é?
Em uma escala de um a dez, eu diria que Lilith é cerca de 100. É verdade. Já vimos demônios maiores. Já vimos demônios. Nós vimos Shadowhunters do mal. Nós vimos muitas coisas, mas o que ainda não vimos é a Rainha do Inferno. Ela é literalmente a mãe de todos os demônios. Se há um grande problema chegando nesta temporada, é Lilith, e ela significa negócios. Se você pensar sobre isso, nós ferimos a coisa mais próxima que ela tem de um bebê em Sebastian (Will Tudor). Em outras palavras, nós entramos em sua lista.

Uma palavra para descrever esta nova temporada?
Eu vou dizer que é sangrentamente bom Algo que eu vi muito nesta temporada em particular, é que muitos de nós estão cobertos de sangue com muito mais frequência.

É aquela coisa grudenta e grossa que meio que fica na sua pele por horas e horas?
Sim, sim. Porque eu sou tão pálida, fico meio rosa quando eu tento limpá-la. Eu estive coberta de sangue mais vezes nesta temporada do que fiquei no resto de Shadowhunters.

Isso é divertido para os espectadores. Talvez não seja divertido para você, mas vamos apreciar isso.
Ah não, é divertido, mas não vou te dizer de quem é o sangue. Você terá que esperar e ver.

Fonte | Tradução: Equipe Kat McNamara Brasil

Kat McNamara fala sobre a estreia da terceira temporada de Shadowhunters, o que esperar para Clary na temporada, a culpa que Clary carrega, Clace e mais ao Hidden Remote. Confira:

Nós conversamos recentemente com Kat McNamara para saber mais sobre o que torna a Terceira Temporada de Shadowhunters única para Clary, o que podemos esperar do relacionamento Clace e quais as novas armas que Clary escolherá como sua no episódio de estréia, “On Infernal Ground”. Nós até ficamos sabendo de alguns emocionantes detalhes sobre quais cenas ela está mais ansiosa para ver na tela. Veja o que McNamara disse sobre a nova dinâmica temporada!

Nós vimos uma pequena parte da cerimônia da Runa de Clary, e então eu queria perguntar-lhe, como é ser um Caçador de Sombras oficial?

Eu tenho que dizer, é de verdade — não só para Clary como um personagem, mas também para mim — realmente mostra até que ponto chegamos nesta série. Você sabe, nós passamos de Clary sendo essa garota que caiu nesse mundo como Alice Através do Espelho no buraco do coelho e tudo isso. Foi disso para uma mulher que viu este mundo pelo que é, que é um lugar frio, implacável e severo.

Mas também, tudo o que Clary queria desde o início é ser aceita pelos Caçadores de Sombras e sentir como se fosse um deles, sentir que ela tem um lugar e ela tem um propósito em seu mundo, e ela finalmente consegue. Ela passou pela cerimônia; ela conseguiu sua runa angelical. Mais tarde, no episódio, vemos que ela escolhe sua própria arma pela primeira vez, que é um conjunto de punhais que têm maior significado de seu passado do que ela já percebeu. Então, é todo tipo de círculo completo e os personagens estão crescendo com a série, e isso é tão emocionante.

E nós sabemos que ela também está mantendo esse enorme segredo sobre o pedido dela ao Anjo, e assim tornar-se uma Caçadora de Sombras oficial aumenta esse fardo ou a carga de manter esse segredo?

Absolutamente porque agora ela tem uma obrigação e responsabilidade oficiais para promover a causa do que eles estão tentando lutar por aqui e, no final, ela sabe que é sua culpa que isso aconteceu. Ela estava tentando salvar a vida de Jace, mas ao fazê-lo, ela causou isso após o efeito de que ela não tinha ideia de que aconteceria, nem entendeu o que é neste ponto. E a última coisa que ela quereria fazer era machucar Jace, e é por isso que ela o trouxe de volta à vida, mas, ao fazê-lo, ela meio que quebrou esse guerreiro perfeito, incrível e poderoso — ou pelo menos na mente dela.

Isso causa este maravilhoso impulso de iniciativa em Clary porque ela realmente não pode recorrer a ninguém. Qualquer pessoa a quem ela se volta, seja Alec ou Isabelle, ou qualquer pessoa no Instituto também seria considerado culpado, e ela se recusa a trazer qualquer outra pessoa a esse problema e machucar qualquer outra pessoa por isso. Então ela só pode confiar em seus próprios instintos, tentar resolver o problema e tentar ajudar Jace o melhor que puder. Espero que ela não fique sobrecarregada.

Clary matou heroicamente Valentine, e seu irmão também foi “morto”. Mas existem maneiras de ainda ver Clary estar conectada a seus pais e sua família na terceira temporada?

Sim, na verdade. A coisa é que a família de Clary estava tão conectada no Mundo das Sombras de muitas maneiras — os Morgensterns e os Fairchilds — Jocelyn e Valentine fizeram tanto no Mundo das Sombras e eles conheciam tantas pessoas. Eles eram tão prolíficos, mas isso sempre seguirá [Clary]. Ah, e seu irmão também. Seu irmão é uma lenda por direito próprio, se você pensar sobre isso, como escuridão de uma lenda como ele é. E é por isso que Lilith tem tanta raiva direcionada a Jace e Clary. Eles eram responsáveis por prejudicar o mais próximo que ela tinha de um filho. A ira da mãe é uma das coisas mais temíveis em qualquer reino, quem dirá no reino demoníaco. Então, vamos ver muita intensidade e muitas consequências chegando no caminho de Clary.

Então, sinceramente, sinto-me nervoso sobre Clace nesta temporada, e acho que alguns dos fãs também estão. Clace vai ter uma chance em um relacionamento normal na 3A?

Bem, isso é difícil. Esta é a primeira vez que eles tiveram a chance de explorar esse relacionamento e deixá-lo crescer e realmente se ver como eles sempre quiseram, mas há o obstáculo dos efeitos posteriores que Jace está enfrentando. Seja o que for que esteja acontecendo dentro de sua cabeça, que continuamos vendo ao longo do primeiro episódio, continuará na temporada.

Mas, além disso, eles estão ligados por esse segredo porque são mutuamente culpado, e eles são mutuamente responsáveis não apenas por isso acontecer, mas também por mantê-lo em segredo. Eles sabem que nada permanece em segredo no Mundo das Sombras por muito tempo, então, eventualmente, alguém vai descobrir, e a Clave vai atrás deles. Depende apenas do que eles decidirem fazer. Eles sabem que têm que ficar juntos, porque de outra forma eles estão completamente sozinhos.

Algo que adoro na série são as personagens femininas fodonas, mas nem sempre conseguimos vê-las trabalhando juntos. Vamos ver mais de Clary ao lado de Isabelle e Maia nesta temporada?

Você a vê trabalhando junto com Isabelle um pouco. Ela e Maia estão em caminhos separados agora infelizmente, embora eu adoraria ver as duas juntas. Mas, novamente, há o obstáculo [com Isabelle]. É o mesmo com o relacionamento de Clary e Alec. Eles estavam começando a estar na mesma página. Alec finalmente a aceitou como parte da equipe, começando a dar responsabilidades a ela e começando a trazê-la para o mundo deles, e, no entanto, esse segredo vai colocar um bloqueio sobre isso porque Alec pode dizer que está acontecendo alguma coisa. Clary não pode se abrir com Isabelle, porque [Clary] não fará mais ninguém culpado. Isso se torna realmente difícil por um bom tempo.

Então eu sei que você é ativa nas redes sociais, especialmente quando os episódios estão em exibição. Existe uma certa cena na estreia em que você está animada para ver a reação dos fãs?

Oh Deus, há muitas. Uma cena com a qual estou realmente animada — Jace e Clary têm uma cena de treinamento onde voltamos para quem são realmente e ver o fogo entre eles mais uma vez. É a primeira vez que luto com minhas novas armas, e é a primeira vez que você vê realmente uma cena de ação onde Dom e eu estamos nos fios e estamos fazendo coisas no ar. Isso é realmente divertido para nós.

No entanto, há um monte de coisas reveladas no primeiro episódio. Você realmente vê Lilith pela primeira vez, e há uma cena realmente encantadora entre Clary e Luke, onde você aprende muito sobre o passado deles e como essa conexão continuará a avançar.

Oh, há tantas… há uma cena em particular na verdade que pode ou não ter uma sensação distorcida de realidade, então é bastante chocante, e estou curiosa para ver o que as pessoas pensam sobre isso.

Acho que vai ser muito divertido ver isso online também. Então, em geral, o que você acha que faz a Terceira Temporada única para Clary?

Bem, este é o negócio. Já faz alguns meses que Clary faz parte do Mundo das Sombras, e ela passou por muita coisa. Ela foi responsável por seu melhor amigo se tornar um vampiro, ela perdeu sua mãe, o amor de sua vida morreu e voltou, ela matou seu próprio pai, descobriu que tem um irmão… há tantas coisas que realmente afetam uma pessoa e pesa excessivamente sobre Clary.

Ela não é mais essa garotinha. Ela não olha mais para o mundo com uma sensação de admiração e devaneio. Ela sabe que este mundo é mortal, e sabe que é maldito, e ela sabe que há consequências. Então ela tem uma maturidade nela que não vimos antes, e há uma responsabilidade que ela sente. Enquanto antes, ela poderia ter sido um pouco egoísta e feito escolhas que afetaram outras pessoas. Ela percebe que é uma possibilidade agora e faz tudo o que pode para evitar isso e lutar contra isso, assumir a responsabilidade por suas ações e reparar tudo o que ela fez até este ponto.

Fonte | Tradução: Kat McNamara Brasil

Página 1 de 1312345...